sábado, 13 de novembro de 2010

Capitulo 26

AAAAI JOOOE, AAAH, ME AJUDA, A MEU DEUS QUE DOR - a ouvi berrar, e meu coração parou, eu pude ver ela se arrastar ate o outro lado do quarto, estava sangrando, tinha muito sangue!
Sem pensar duas vezes começei a gritar, pedindo por socorro, emplorando para que a enfermeira não estivesse ido embora.
JOOOOOE, PELO AMOR DE DEUS ME AJUDA AAAAH - a Demi gritava e eu me desesperava cada vez mais, estava suando frio ate que ela apagou, nao ouvia mais seus gritos, ela não se mexia.

 DEEMI? NÃO FAZ ISSO COMIGO MEU AMOR, POR FAVOR, SOCOOORRO, ALGUEM ME AJUUDE - eu gritei tão alto que se ninguem ouvisse, estariam completamente surdos.
Ouvi alguem bater na porta, droga, a Demi havia trancado.
Pelo amor de deus - eu gritei - arromba essa porta, a Demi esta sangrando e desmaiou, ela esta sangraaando e esta gravida, eu nao posso sair dessa cama, pelo amor de deus ajude a Demi!

dez segundos depois alguem arrombou a porta, e ela caiu sobre a Demi - á maravilha, ela ja esta otima de saude, e a porta ainda cai soobre eeela? ¬¬
O homem entrou, retirou a porta pesada de cima da Demi com dificuldade e a pegou no colo, a levando do quarto.
NÃO, NAO ME DEIXA AQUI, EU PRECISO IR COM ELA, SABER SE ELA ESTA BEM, POR FAVOR - eu gritava impaciente
de nada adiantou, eles sumiram pela porta do quarto, e eu nao conseguiria me levantar sozinho.

Fiquei a manhã inteira deitado naquela cama desgraçada, rezando, suplicando a Deus para que ele me ouvisse e que no final a Demi estivesse bem, e pudesse voltar pra mim.
Ate que finalmente ouvi um barulho em casa, alguem andando bem rapido, parecia andar em circulos, estava preocupado, quando a enfermeira que estava cuidando de mim antes de se demitir entrou no meu quarto, eo sorri aliviado por poder ver alguem, e melhor ainda, esse alguem pudesse me colocar na cadeira de rodas e eu pudesse ir pra onde a Demi estava.

Jully, finalmente alguem se lembrou de mim - eu disse nervoso - me tira dessa cama, aonde a Demi esta, como ela esta? Vai me responde!
Ela me encarou fixamente, e foi preparando a cadeira e o meu colete pra me colocar sentado.
Eu fiz as mesmas perguntas novamente, mas ela ficou calada o tempo todo, suas unicas palavras foram: Vai ficar tudo bem Joe.

Depois de me colocar na cadeira eu pedi pra ela me levar aonde a Demi estava. Ela fez o que eu pedi, me levando ate o hospital que por coincidencia era o mesmo no qual eu passei todo aquele tempo!
Chegando la fui recebido super bem por todos os medicos e enfermeiros que ja me conheciam, mas eles pareciam ter uma expressão triste no olhar, como se tivessem pena, ou sei la, uma coisa bem ruim, devo dizer.
Fui recebido pelo médico, oficialmente medico da Demi, ele me levou ate a sua sala, e me fez algumas perguntas:
Olá Joe, preciso que me responda algumas perguntas para a fixa paciente da Demi, ok?
Ok - eu disse bem nervoso, devo dizer.
Bom, quando voce descobriu que a Demi estava gravida?
ACONTECEU ALGUMA COISA COM O BEBÊ - eu me exaltei completamente gritando sem querer
Joe, se acalme, ele colocou a mão no meu ombro, preciso das respostas ok? Se acalme!
eu respirei fundo tentando me acalmar, ok. Bom descobri assim que acordei, e nunca estive tão feliz na vida, ela, e eu, meu filho - eu disse todo orgulhoso.
Hum, muito bom, e ela fez algum esforço fisico, alguma coisa que não deveria, pra não forçar o bebe?
aaan - eu olhei pra baixo, meio timido - Bom, eu estava muito carente, e ela.. bom.. sabe como é ne - eu sorri nervoso.
Ok - ele anotou tudo em um bloquinho e se abaixou pra ficar da minha altura - que patetico - Joe, a Demi perdeu o bebê, eu sinto muito, muito mesmo. Olha as chances dela engravidar dinovo são altissimas, são totalmente possiveis, ela esta bem, mas sofreu um aborto. Ela vai se recuperar, vai ficar bem, voce vai ter que ajuda-la, ela precisa de voce mais do que nunca Joe.
Não, não... - eu nao conseguia dizer mais nada, senti umas lagrimas rolarem pelo meu rosto. Eu estava em choque, nao era possivel, como eu iria contar isso pra ela? =/

Joe, vou te levar ate o quarto, voce precisa dizer isso a ela agora, ok? Voce é forte rapaz, e vai ter que passar essa força pra ela.
Ah meu deus, porque eu? E se ela nao aceitar, ela vai pirar doutor, conta voce, por favor?
Joe, se controle, vai ter que ser voce, voce é mais forte que todos nós aqui, voce é o cara certo pra isso! É só voce cara.
Eu relutei mais alguns minutos, mas me conformei com o fato. Fui ate o quarto e me direcionei ate sua cama, ela estava calma, me parecia bem, chamei seu nome baixinho, so pra confirmar se ela estava dormindo ou não. Não estava.
Oi amor - ela me deu um sorriso calmo e sereno
Oi minha princesa - eu disse aproximando a cadeira da sua cama, e segurando uma de suas maos.
Tudo bem meu amor? - eu perguntei preocupado - Como se sente?
Eu estou otima amor, acho que me excitei demais - ela riu - coitada, mal sabia que perdeu o bebê, como eu iria dizer isso?  - meu sorriso se disfez, e ela me encarou preocupada
Amor, aconteceu alguma coisa? To achando voce tão preocupado. - Ela alisou sua barriga com a outra mao.
eu segurei suas duas maos, e a fitei por um minuto, buscando forças pra lhe contar a verdade.
Demi, meu amor, é.. olha, eu nao sei como dizer isso, sinto muito, mas, nós vamos ter mais chances, nós vamos ter.. nós.. - ela me interrompeu. Joe? o que voce quer dizer com isso? Para, voce ta me deixando nervosa.
Demi, voce perdeu o bebê - eu disse rapido, pedindo a deus pra ela aceitar isso. Sei que nao é facil.. mas.

Ela respirou fundo, acho que estava tentando formular o que eu havia acabado de dizer, ela abriu os olhos calmamente, eles estavam vermelhos, assustador tenho que admitir
JOOOOOOOOOE, VOCE MATOU MEU BEBE, VOCE MATOOOOOU, VOCE MATOOOOU, MATOOOOOU MATOOOOOOU HAAAAA - ela gritava estericamente
eu me assustei, do que ela estava falando eu nao fiz nada, eu nao fiz...

Demi, meu amor, do que voce esta falando, eu nao fiz nada.. eu nao tive culpa .. eu ..

NAO MINTA PRA MIM JOE, VOCE NUNCA IRIA QUERER UM FILHO MEU MESMO, VOCE ME OBRIGOU A TRANSAR COM VOCE, VOCE QUERIA QUE ESSE  FILHO MORRESSE, FOI VOCE, VOCE É O CULPADO JOOE, EU TE ODEI.. - ela nao terminou a frase que eu menos queria ouvir nesse momento, mas foi interrompida com um enfermeiro aplicando um calmante no seu soro, que fez efeito instantaneamente.
Eu estava chocado, lagrimas e mais lagrimas se formaram no meu rosto, nao acreditava que ela estava pensando que eu havia pedido pra transar com ela pra fazer algum mal ao bebê, eu queria mais que qualquer coisa aquele filho.
Calma meu chapa - o medico da Demi me deu um tapinha no ombro - vai ficar tudo bem, ela esta chocada, mas voce foi muito bem. Agora precisa ir pra casa, se deitar e tirar esse colete. Voce so pode se sentar 3 horas ao dia, nao se lembra?

Eu o olhei, nao estava legal, precisava dela, precisava pedir desculpas, me sentia tão culpado..

Continua... e ai gente, que triste esse capitulo né.
O que estão achando? 
Obrigaaaaaada pelos 24 comentarios s2
que tal 25 agora? Postei bem rapido e grande, acho que mereço haha
beeijos meus lindos s3

29 comentários:

  1. Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Eu tô mtuu curiosa ^.^'

    ResponderExcluir
  2. Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta
    Posta posta posta posta posta posta posta posta

    ResponderExcluir
  3. :( tadinhos.
    Mais mxm com tanta tristeza cada dia que se passa sua historia fica melhor
    Posta logo hem
    Bjemis

    ResponderExcluir
  4. MERECE E MUITO AH TADINHA DA DEM'Z ELA PERDEU O BEBÊ BUBU'

    ResponderExcluir
  5. aaaaaaaaaaaaaaaaaaa postah tah muito liindo mesmo

    ResponderExcluir
  6. QUE PERFEITOOOO *-*,POSTA,POSTA,POSTA,POSTA,POSTA

    ResponderExcluir